Carta para minha "eu adolescente"

19.11.14

A ideia deste post de hoje eu tirei desse aqui do blog Hi, cultura! da fofa da Katlyn Kraus. Só que diferentemente dela, que hoje tem 16 anos e escreveu uma carta para ela daqui há 10 anos, eu  hoje tenho 26 anos e resolvi escrever uma carta para minha eu adolescente. Claro que, por razões óbvias, não poderei ler no passado rs. Mas ao ver o post da Kat, lembrei de todas as minhas ansiedades naquela época e resolvi escrever o que diria a mim mesma atualmente, caso pudesse. Me acompanhe...

Eu naquela época =)
"Oi Dany! Resolvi te escrever daqui, de 10 anos no futuro, para te dizer um pouco de como será nossa vida. Digo nossa porque eu sou você 10 anos mais velha. Não se espante e fique calma, o futuro é diferente, mas nem por isso, ruim.

Por razões óbvias, não posso te dar muitos spoilers (ok, você ainda não conhece essa palavra) da nossa vida, mas meu objetivo não é te contar exatamente o que aconteceu e sim te fazer enxergar que a vida não é e nem será como você acredita.

O cara que hoje você ama, que foi seu primeiro amor e por quem hoje você sofre, não será seu único nem último amor. Sei que é difícil de acreditar, mas ele não será o único que vai olhar pra você. Sei que hoje é muito intenso e ainda muito difícil e dolorido, mas acredite, um dia ele será apenas uma lembrança. E depois dele, outros caras virão e você amará e sofrerá e sempre vai achar que dessa vez é pra sempre e que nunca amará mais ninguém. Mas você vai. E acredite: isso é bom. Porque um dia você vai encontrar O CARA que vai te amar de uma maneira que você nunca imaginou. E vai ser um "amor tranquilo, com sabor de fruta mordida" como fala naquela música que você tanto gosta. E todas as experiências anteriores, que tanta dor puderam te causar, terão contribuído para formar a mulher que você se tornará: eu. E se tem uma coisa que eu sei é que você só pensa que sabe muita coisa. E quando chegar na minha idade, verá que na verdade sabia muito pouco.


Com relação aos amigos, muitos que hoje você acredita que serão para sempre, na verdade, com o tempo poderão se afastar um pouco. Porque se você acha que rotina de escola é tensa, acredite: na vida adulta é bem mais intensa. Tudo se torna muito corrido e cada um segue um rumo, que nem sempre será paralelo ao seu. Mas se a vida te levará alguns amigos, ela trará outros e manterá alguns. Uma em específico pela vida toda. Você sabe quem é né? Sim, a Dani continua maluquinha, mas ainda é sua melhor amiga. Cuide dela, pois ela vai precisar e muito de você ao longo da vida. E você dela.

(Ainda bem que o tempo passou e a gente melhorou hahaha!)
E tente ter mais paciência com o papai. Sei que às vezes é difícil (pra mim também não é fácil), mas ele só quer seu bem. Ninguém nesse mundo te ama mais que ele, ainda que com o jeitão bronco de família tradicional. 

E com relação à carreira, pense bem o que você quer da sua vida. Jornalismo não é um mar de rosas, muito menos o glamour que você imagina. Sei que hoje você acredita que realização profissional é tudo, mas você vai precisar (e muito!) de dinheiro na vida. E Jornalismo não dá, vai por mim. Considere fazer Engenharia como papai quer. Sei que você odeia fazer conta, mas acho que seria uma carreira mais compensadora. Porque com Jornalismo, é amor e ódio, tapas e beijos. E sinceramente, um dia a gente cansa um pouco sabe?

E não tenha pressa de casar e ter filhos. Sei que você sempre pensou que faria isso tudo muito cedo, mas a vida nem sempre (ou melhor, quase nunca) acontece da forma que a gente imaginou. Então se tem uma coisa que posso te aconselhar é VIVA! Não tenha medo nem vergonha de fazer nada que você queira porque, vai por mim, a gente se arrepende mais do que não fez do que do que fez. Portanto, arrisque! Sorria, seja feliz com você mesma, pois sua felicidade só depende de você! 

E nunca, jamais, deixe que falem mal da sua aparência e te botem para baixo. Você é linda do seu jeito! Você não é gorda (e mesmo que fosse, o importante é ser saudável e feliz contigo, não o que dizem). E vai descobrir e valorizar sua beleza no tempo certo. Só espero que seja ainda antes de mim... 

Espero realmente ter te ajudado, pois se eu soubesse de tudo isso na sua idade, posso ter certeza que nossa vida seria ainda melhor. E será! Cuide bem de você que estará cuidadando de mim. Positividade é fé sempre (mesmo que não seja fácil)! Fique com Deus!"

Então, o que acharam da minha carta? E se pudessem fazer o mesmo, o que diriam ao seu eu adolescente?

5 comentários

  1. Nossa Dany, me emocionei na parte que vc falou do ex, pq eu citei isso no meu texto. Muito obrigada por me dar créditos hahaha
    Me imaginei como você adulta, e acho (espero) que quando chegar aos 26 esteja realizada também :D
    Beijooos
    www.hicultura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Kat, nessa idade todas nós acabamos tendo ansiedades bem parecidas. Faz parte do amadurecimento ;)
      E dar créditos é mais que obrigação quando a gente se inspira em alguém né? Sempre falamos disso hahaha!
      E sinceramente espero muito mesmo que quando vc chegar a minha idade, esteja muito feliz e satisfeita com vc mesma! :D Bjs!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. OOOWN.. eu amei sua carta pro seu 'eu adolescente'.
    Tô pensando em fazer um também!
    É pra ver que os tempos bons não voltam mesmo.. Mas... Que tudo pode ser lembranças boas. E sobre a parte dos amigos... Foi assim mesmo que aconteceu comigo;
    http://www.eaitolinda.com/
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sim Jupyara! Foi uma experiência muito bacana... A verdade é que quando a gente é adolescente, quer ficar adulto logo e, quando envelhecemos, queremos voltar à adolescência... rs. E com os amigos é sempre assim mesmo! Adorei te ver por aqui, volte mais vezes! ;)

      Excluir

Obrigada por comentar! Todos os comentários passam por moderação antes de ficarem disponíveis. Mas em breve ele será lido e respondido. Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...