felicidade

Minha vida só pertence a mim

1.8.16
Fonte: Tumblr
"Nós passamos por uma lavagem cerebral que dita a idade em que devemos nos casar, ter um filho, ou em que idade devemos fazer isso ou aquilo. Meu Deus, quem deixou essas pessoas no comando?". Ao ver essa frase da cantora Cindy Lauper em entrevista à AARP The Magazine, eu enxerguei um sinal do universo para escrever esse texto, pois estava divagando exatamente sobre isso hoje mais cedo, a caminho do trabalho (e já venho pensando nisso há algum tempo).

Eu estou realmente cansada das pessoas acharem que têm algum direito de tentarem assumir o comando da minha vida. Cansada de gente que se acha no direito de me dizer o que eu devo ou não fazer. Não entendo essa mania que a sociedade tem de cobrar o tempo todo das pessoas o que eles acreditam ser um padrão aceitável ou um ideal de vida!

Fonte: Tumblr
Hoje tenho 28 anos e estou numa boa fase profissional. Passei num concurso público para trabalhar com o que me formei para fazer: jornalismo. Então, pelo menos os questionamentos irritantes em relação à profissão eu já limei ("Tem certeza que é o que você quer da vida? Vai morrer de fome! Jornalismo não dá futuro! Melhor mudar de profissão... Ainda dá tempo de fazer Engenharia. Não importa se você não suporta matemática, ser feliz depende de ter dinheiro!). Mas junto com esse passo ótimo na carreira, vieram outras cobranças tão chatas quanto: querem saber quando vou comprar um carro, uma casa, fazer mestrado (não pela formação, mas para ganhar mais dinheiro com progressão de carreira), quando vou casar... Aliás, essa parte merece um destaque!

Se você está solteira, tem que arrumar alguém. Se começa a namorar, "pra quando é o casamento?". Se resolve casar, "já está pensando em encomendar o bebê né?" (nunca vou entender o emprego da palavra encomendar nessa frase... Compro pela internet e chega pelos Correios? Pelamor...). "Tem que ser logo, senão seu pai nem vai poder curtir os netos!" (não sabia que você tinha bola de cristal para ver quanto tempo alguém vai viver... Aproveita e vê quando vai ser o seu fim).

Se resolver não ter filhos então, parece que o mundo vai desabar na sua cabeça! "COMO ASSIM? NÃO PODE! TEM QUE TER FILHOS!". Veja bem, eu não decidi não ter filhos, mas também ainda não sei se quero tê-los. Hoje, sei que não estou preparada para isso, mas o futuro a Deus pertence (é clichê, mas não achei expressão melhor). Não sei lidar com crianças, não me sinto confortável com elas. E mal sei o que quero da minha vida, por que tenho que saber direcionar a vida de outro ser humano e educá-lo para lidar com coisas que eu nem entendo? Neste momento, não é algo que eu almejo. Mas quem sabe um dia? Eu não sei.

Fonte: Tumblr
"Pensando bem, melhor não ter filhos mesmo não. Você não tem jeito para isso. Instinto materno zero!". E quem são essas pessoas para me dizerem isso? Ninguém tem o direito de nos dizer o que devemos ou não fazer ou ser! Quero poder viver a minha vida sem ninguém me enchendo o saco para ser como acham que eu tenho que ser.

Quero poder viajar (ainda que seja para Disney e que achem isso coisa de criança), fazer uma tatuagem, ter filhos ou não, casar ou não, pintar meu cabelo de roxo! E não quero ter que chegar aos 63 anos, como a Cindy, para dizer que "alcancei uma idade em que posso ter o cabelo rosa se quiser". Quero poder ter o cabelo da cor que quiser e ser o que eu quiser em qualquer idade! A sociedade precisa começar a entender que cada um tem sua própria vida para cuidar. Ninguém precisa nem pode ficar dando pitaco na vida alheia. E para quem acha que eu estou errada, o choro é livre (porque eu já chorei demais para ainda me importar).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...