dicas

A imensidão que cabe em cinco anos

28.3.18

A ideia deste post veio de um filme: eu estava assistindo "Para sempre", em que a protagonista sofre traumatismo craniano após um acidente e esquece os últimos cinco anos da sua vida. E nesses cinco anos ela tinha mudado completamente de vida: largou a faculdade, o noivo, se afastou da família, mudou de carreira, fez novos amigos, casou... Então imaginem a loucura de acordar em uma vida completamente diferente sem nem ter ideia do motivo de ter escolhido tudo aquilo!

E isso me fez pensar no quanto minha vida mudou nos últimos cinco anos também. E para falar a verdade, mudou muito! Fazem 5 anos que eu estou com meu namorado. Então é possível que, dependendo do momento em que o esquecimento começasse a valer, eu nem lembrasse desse homem maravilhoso que me fez parte de um relacionamento incrível que tanto me ensinou sobre amor, autoestima, confiança, carinho e tantas outras coisas boas! 

Faz pouco menos de 3 anos que estou no meu atual emprego, no qual sou concursada. Também não lembraria disso. Estaria de volta a um momento de indecisão profissional no qual eu nem tinha mais certeza se era essa a profissão que eu queria para mim. A pós-graduação que comecei no ano passado então, nem passaria pela minha cabeça no mais remoto sonho!

Estaria de volta a uma fase em que minha autoestima era bem abalada, empoderamento era algo que eu conhecia na teoria, mas não tinha muita intimidade na prática. Um momento em que usava cabelos compridos, que hoje já não condizem com quem sou, então seria um choque ver meu cabelo bem mais curto. Além disso, muitas das roupas que eu tenho hoje eu não usaria há 5 anos. E algumas bandas e músicas que hoje eu amo, ainda não conhecia.

Ainda teria uma vida completamente sedentária e, se me dissessem que eu faria Pilates duas vezes por semana num futuro próximo, eu gargalharia da cara da pessoa, porque sempre detestei exercícios físicos. Mesmo que hoje eu não ame, sinto falta e meu corpo dói se fico sem me exercitar. Se dissessem isso para a Danyelle de 5 anos atrás, ela pensaria que a pessoa é completamente louca! 

Eu com a minha gordinha, pouco depois de nascer. A dinda baba mesmo! 😍
Nem saberia da existência da minha afilhada, Sophya, que completou um aninho em março. Esse serzinho que já conquistou meu coração e que eu amo tanto. Não faria ideia do quanto amo aquele sorrisinho e aqueles passinhos desajeitados. Só me lembraria de sua irmã mais velha, Letycia, a quem também amo muito, mas com quem me assustaria ao ver seu crescimento de um pingo de gente para uma mocinha com vontades próprias (e um gênio forte como o da mãe rs).

Alguns amigos, então queridos, se afastaram. Outros chegaram ou se aproximaram mais. A vida é um eterno vai e vem de pessoas que cruzam nossos caminhos. E eu não lembraria de algumas dessas idas e vindas.

Então sim, eu mudei MUITO em 5 anos. Olhando para trás, vejo que não sou mais a mesma pessoa que eu era. Aquela Danyelle de 5 anos atrás, com todos seus erros e acertos, foi importante para definir quem sou hoje. Mas ela não cabe mais na minha vida. Como um sapato que um dia você achou perfeito, mas que hoje não calça bem no seu pé (e que parece que nunca foi seu, por mais que você tenha tido carinho por ele). Se eu acordasse sem as memórias destes últimos 5 anos, eu seria menos feliz do que sou hoje. Então, apesar de cafona, apenas uma palavra pode definir todo o amadurecimento dos últimos cinco anos: gratidão.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...